Tags

, , , , , , , , , , , , , , ,

A Cura Mora Dentro

A ajuda vem em qualquer momento.
Ela está sempre ao seu lado.
Mas é no lado de dentro que ela se encontra.

Busquem! Dentro!
Vocês todos tem Deus dentro.
Busquem! Dentro!

Cantem o dom Divino que habita em vocês!
O cantarolar dos sons e dos pensamentos faz curas internas,
já diziam os passarinhos.

Mantras para os Indus.
Reza para os simples.
Amor para os puros de coração.

Aspirem.
Aspirem do alto e a dentro.
É no íntimo de vocês que acharão a cura para tudo.

Unam-se a si mesmos.
Amem-se mais.
Sejam seus próprios amigos.

Estejam certos de que tudo tem sua razão de ser.
A dor, ela vem para lembrar-vos de algo que vocês esqueceram.
Se ela dói é porque vocês esqueceram.
Abandonaram-se em algum momento passado.
Mas agora é presente.
Então amem, respirem o amor.
Deem amor a si e aos outros.


Chuva doce

O Choro é a limpeza, é a purificação de seus corpos, o alívio, a gota do orvalho que seus corpos produzem.
Benção Divina líquida. Por isso são doces.
Vocês são doces, e por isso produzem doces quando choram. Chuva doce para aliviar seus corações.

Nós aqui não choramos, mas temos outras formas de alívio para os que ainda sofrem.
Hoje trouxemos alguns desses amigos até vocês para que eles pudessem se manifestar, mas poucos estavam preparados para isso e por isso estou contando, para que este momento fique registrado para que eles possam se lembrar disso e assim estarão recebendo um pouquinho deste alívio toda vez que alguém ler este texto.

Tudo está conectado e assim como a música nos conecta de novo com um momento que nos marcou, um texto escrito também tem esta finalidade.
Divulguem, pois isto irá ajudar a muitos. E outros também poderão no futuro se abrir para que outros textos possam ser escritos, lidos e recebidos pelo coração de muitos.
O elo que cura.
Assim como a música cura, o texto cura, a pintura cura e uma cicatriz também é cura. Ela também é um elo de ligação entre um acontecimento e uma resolução.
Pensem numa cicatriz que tenham em seus corpos, vocês lembrarão do exato ato do corte, do acidente e ela é a cura em si.

Assim também vocês tem cicatrizes em suas almas, de muitas outras existencias, vocês choram, vocês sorriem, as vezes ao ouvir o canto de um pássaro, ao sentir o vento em seus rostos, ao ver uma criança sorrindo, ao ver o perfume de uma flor… Tudo e a todos os instantes é a cura.
Porque a cura é um elo entre algo que precisava ser cura e algo que foi ou será curado.
Pensem nisso, curem-se já!

Vocês dirão que no futuro algo aparecerá e não terá a cura, mas eu voz digo que todas as curas já existem, elas só não foram ainda conhecidas, mas serão curadas.

Morrer, doenças, acidentes matam, mas o que é a morte se não somente uma passagem?
Vocês se esquecem que já morreram daqui para nascerem ai e por isso se preocupam tanto com o nascer aqui novamente, falta de fé, de certeza, de amor e consciência.

Vocês precisavam densificar seus corpos, seus problemas existenciais para ir deixando na mãe Terra o que tiraram dela, ou de outro lugar; ela irá transformar estas dores em vida, vida cheia de amor, transformação, benção para outros seres, outros que irão habitá-la.

O que para você é dor para muitos são bençãos, o que para muitos são bençãos, para você não é nada. Tudo depende do referencial energético que é visto.


Decifrando códigos

Um ser evoluído em uma área não pode ler estes escritos, as vezes um ser subdesenvolvido pode, se ele souber decodificar estes símbolos que são línguas escritas.
Muitos povos deixaram registros que vocês não podem decifrar.

Os símbolos nas plantações, grandes mistérios.
Os egípcios, maias, árabes, indus, crianças, código de barra, nuvens, estrelas, tudo código que podem conter a essência, a essência daquilo que está sendo reproduzido.

O Amor mora em todo lugar, ele habita as trevas, as luzes e o meio, mas poucos conseguem ler o código decifrando sua essência.

Amem independente do entendimento, amem quando se irritarem, amem quando amarem, amem quando lembrarem, amem quando lerem, quando pensarem, quando ouvirem, quando chorarem, amem a si mesmo sob todas as coisas, pois vocês são os códigos que contém a essência do Todo.
Vocês são o grãzinho de areia do oceano universal.

Cada célula contém este código, esta essência.
Habitem no amor que mora dentro de cada célula de vocês, sua alma contempla a tudo. Ela é eterna.

Paz e luz.

Corrente de Pai João da Caridade – Psicografado por Débora Baruzzi Brandão

NERC, Maio de 2011

Anúncios